Centro Municipal de Dança


Centro Municipal de Dança é um órgão da Secretaria Municipal da Cultura (SMC) da Prefeitura de Porto Alegre que articula as políticas públicas de dança na capital gaúcha. Atua na preservação da memória, no fomento à produção, na formação de público, difusão e acesso às informações da dança. Desenvolve atividades artístico-pedagógicas e promove relações com a produção em dança estadual, nacional, e internacional. O objetivo é valorizar os profissionais, promover a produção e o desenvolvimento da arte da dança, tornando-se um espaço de referência para a área na cidade de Porto Alegre.

18 de junho de 2018

Orquestra de Câmara Theatro São Pedro celebra 160 anos do Theatro São Pedro com participação especial da Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre.



A Orquestra de Câmara Theatro São Pedro – OCTSP celebra os 160 anos do Theatro que lhe confere o nome no próximo dia 24 de junho, às 18h no Theatro São Pedro. No repertório obras dos compositores brasileiros Arthur Barbosa e Carlos Gomes e do russo Igor Stravinsky. Sob a regência do Maestro Evandro Matté a OCTSP contará com a participação especial da Cia Municipal de Dança de Porto Alegre, apresentando a suite Pulcinella de |Igor Stravisky, que tem a direção artística da bailarina Paula Amazonas, direção geral de Airton Tomazzoni, , direção técnica de Neca Machado e coreografia de Alexandre Rittmann e figurinos de Antonio Rabadan.

A obra de Arthur Barbosa - Toada e Desafio foi composta em 2001 e tem base na música Armorial, que tem como característica a criação de uma arte erudita a partir de elementos da cultura popular do Nordeste Brasileiro. Sob essa temática a obra é composta por um tema inicial lento “Toada” que retrata algo melancólico, porém forte de caráter e é seguido por uma espécie de “Baião" onde há um "Desafio" entre as vozes simulando o próprio desafio nordestino, uma forma de cantoria ou tocata bem típica do interior nordestino.  Antonio Carlos Gomes é considerado o mais importante compositor de ópera brasileiro. Destacou-se pelo estilo romântico, com o qual obteve carreira de destaque na Europa. A Sonata para Orquestra de Cordas foi composta em 1894, dois anos antes de sua morte e é uma das obras de referência no repertório das orquestras, sendo uma das mais tocadas. É uma obra desafiante para o intérprete, com arpejos, pizzicatos e outros efeitos que exigem técnica apurada de seus executantes.  A Suite Pulcinella, do compositor russo Igor Stravinsky, foi escrita em 1922 sendo a forma concertante, portanto reduzida do balé. A Suite é composta por oito movimentos e nessa obra teremos a participação da Cia Municipal de Dança de Porto Alegre.  A obra completa, Pulcinella, teve sua estreia em 1920 com enorme sucesso, tanto o libreto quanto a coreografia foram criados pela dançarina Léonide Massine, os figurinos e cenários foram desenhados por Pablo Picasso e o balé conduzido por Sergei Diaghilev. O balé conta a história de Pulcinella, um rapaz aventureiro, amado por todas as moças do lugar e odiado pelos noivos destas. 

O concerto é apresentado pelo Ministério da Cultura, Lei Federal de Incentivo à Cultura e conta com o Patrocínio da Stihl. Realização Governo Federal Ordem e Progresso.
Os próximos concertos confirmados da OCTSP serão nos dias 8 e 9 de julho. 
Os ingressos, para os concertos, estão disponíveis para venda na bilheteria do Theatro.
Segue informações do aniversariante, maestro, balé, repertório e serviço.

O Theatro São Pedro

Inaugurado em 27 de junho de 1858, a história do Theatro São Pedro está há muito vinculada a própria memória cultural de Porto Alegre, sendo fundamental ao desenvolvimento das artes com projeção nacional e internacional. Você pode saber mais sobre a história acessando o link: http://www.teatrosaopedro.com.br/o-theatro/historia/ e se surpreender com tantos aspectos históricos e herança sociocultural vinculada a importância da existência e manutenção de um Teatro. 

A Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro

A Orquestra de Câmara Theatro São Pedro foi criada em 10 de abril de 1985 para fortalecer ainda mais a tradição musical do Theatro São Pedro, através de uma parceria informal entre a direção do teatro na pessoa de D. Eva Sopher e o Departamento de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) – mais precisamente pelo interesse do violinista e professor Marcello Guershfeld, do professor de regência, Arlindo Teixeira e do maestro José Pedro Boéssio.
A parceria foi feita espontaneamente e motivada, principalmente, pela vontade de criar uma orquestra jovem para atuar no TSP, recentemente reinaugurado. De acordo com Dona Eva Sopher, o objetivo era dar oportunidade a jovens estudantes de música, para que pudessem se apresentar ao público e projetar sua futura carreira. Desde seu início, a orquestra é mantida somente com apoio da iniciativa privada, sendo a única nestes moldes no país. As atividades da Orquestra se mantém através deste apoio e, também, através de financiamentos por leis de incentivo a cultura: estadual (LIC-RS) e Federal (Lei Rouanet).
A OCTSP consolidou-se como um dos principais grupos de câmara brasileiro em atividade continuada. Nestas três décadas, tem contribuído de maneira peculiar para a cultura, realizando três séries de apresentações, além a produção de óperas e balés: os Concertos Oficiais, os Concertos Banrisul para Juventude e os Concertos Populares.
No histórico de apresentações da orquestra constam músicos de renome internacional, como: Yara Bernette, Luís Ascot, Ranson Wilson, Yamandu Costa, Nelson Freire, Charles Rosen, Sumi Jo, Ann Schein, Altamiro Carrilho, Nicanor Zabaleta, Zygmunti Kubala, Jean Pierre Rampal e Antonio Meneses. Representam a música popular brasileira, as participações dos solistas Adriana Calcanhoto, Wagner Tiso, Ivan Lins, Joyce, João Bosco e outros.
Dentre as grandes montagens, destacam-se as óperas La Serva Padrona, de Giovanni Batista Pergolesi, O Barbeiro de Sevilha, de Gioacchino Rossini e O Empresário de Teatro, de Mozart. Outra grande atração foi a Novena à Senhora da Graça, poema bailado para quarteto de cordas, piano e narrador, além de bailarinas e dramatização.

O Maestro

Evandro Matté 
É diretor artístico e maestro da Orquestra de Câmara Theatro São Pedro - OCTSP, Orquestra Sinfônica de Porto Alegre - OSPA, da Orquestra Unisinos Anchieta e diretor artístico do Festival Internacional SESC de Música, que acontece em Pelotas (RS – Brasil). Realizou sua formação musical na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, na University of Georgia (EUA) e no Conservatoire de Bordeaux (França). Trompetista da Ospa desde 1990, é também coordenador cultural da UNISINOS e pós-graduado em Gestão Empresarial. Esteve à frente de orquestras do Uruguai, Argentina, Itália, China, República Checa, EUA e Alemanha. É coordenador do projeto social Vida com Arte, que atende 120 crianças, proporcionando inclusão social através da música.

A Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre

A Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre é um projeto realizado em conjunto pelas Secretarias da Cultura e da Educação da Prefeitura de Porto Alegre que mantém um elenco profissional de 12 bailarinos e bailarinas selecionados através de Edital Público. O projeto existe desde 2014, foi sancionado por lei em 2017. A Cia já realizou 11 montagens reunindo um público de cerca de 40 mil espectadores. Atua de forma integrada com as Escolas Preparatórias de Dança, que funcionam em 5 escolas municipais da periferia de Porto Alegre com formação em dança para crianças e adolescentes, entre 7 a 17 anos no turno inverso da escola. Também é mantida pela Cia Municipal, a Cia Jovem de Dança que reúne 20 alunos (as) que se destacam nas Escolas Preparatórias de Dança, que atuam junto com bailarinos profissionais fomentando a qualificação e aprimoramento técnico e artístico desses jovens.


Repertório:

Regência Evandro Matté
Arthur Barbosa | Toada e Desafio 

Carlos Gomes | Sonata para orquestra de cordas

Igor Stravinsky | Pulcinella
Participação: Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre


SERVIÇO:

O que: Orquestra de Câmara Theatro São Pedro celebra os 160 anos do Theatro São Pedro
Quando: 24 de junho – domingo
Hora: 18 horas
Onde: Theatro São Pedro – Praça Mal. Deodoro, s/n – Centro Histórico – Porto Alegre – RS
Ingressos:  Ingressos à venda na Bilheteria do Teatro
- Plateia e cadeira extra R$ 100,00
- Camarote central: R$ 80,00
- Camarote lateral: R$   50,00
- Galeria: R$   30,00
*50% de desconto previstos por Lei para estudantes, idosos, jovens de baixa renda e pessoas com deficiência

Nenhum comentário:

Postar um comentário