Centro Municipal de Dança


Centro Municipal de Dança é um órgão da Secretaria Municipal da Cultura (SMC) da Prefeitura de Porto Alegre que articula as políticas públicas de dança na capital gaúcha. Atua na preservação da memória, no fomento à produção, na formação de público, difusão e acesso às informações da dança. Desenvolve atividades artístico-pedagógicas e promove relações com a produção em dança estadual, nacional, e internacional. O objetivo é valorizar os profissionais, promover a produção e o desenvolvimento da arte da dança, tornando-se um espaço de referência para a área na cidade de Porto Alegre.

PROJETOS DO CENTRO DE DANÇA

PUBLICAÇÕES DO CENTRO DE DANÇA

PRÊMIO AÇORIANOS DE DANÇA - REGULAMENTO

27 de setembro de 2020

Secretaria da Cultura anuncia os vencedores do Prêmio Açorianos de Dança 2019

 


A Secretaria Municipal da Cultura da Prefeitura Municipal de Porto Alegre anuncia os vencedores do Prêmio Açorianos de Dança 2019.

A cerimônia de premiação foi realizada de forma virtual na noite de hoje (27/09), transmitida pelo Facebook do Centro de Dança.

Espetáculo do Ano:

Dura Máter


Direção:

Coletivo Grupelho, por Tiger Balm


Bailarino:

Pedro Coelho, por Reutilizáveis Corpos Descartáveis


Bailarina:

Marilice Bastos, por Translúcido


Coreografia:

Maurício Miranda, por Reutilizáveis Corpos Descartáveis


Cenografia:

Reynaldo Netto, Daisy Homrich e Lucas Busato, por O Paradoxo da Queda


Iluminação:

Gustavo Silva, por Chromos


Figurino:

Loraine Santos, por Dura Máter


Trilha Sonora:

Felipe Zancanaro e Thiago Ramil, por Afluência


Produção:

Al-Málgama, por Dura Máter


Destaque em Ballet Clássico

A B C Dança Festival Infantil, criado e organizado pela profª. Samanta Bueno Medina - por proporcionar uma experiência com o Ballet Clássico desenvolvida e pensada para as crianças, que respeita o tempo de cada pequena aprendiz, de forma lúdica e por proporcionar um espaço para as escolas apresentarem seus trabalhos recebendo uma avaliação que visa aprimorar e conscientizar os educadores em sua prática.


Destaque em Sapateado

Ilha, pesquisa em TAP – pela proposta de difusão e popularização do TAP em novas mídias, pelo resgate da memória e por levar o sapateado para espaços alternativos.


Destaque em Flamenco

Silvia Canarim – pela sólida trajetória dedicada ao flamenco em Porto Alegre, investigando a história dessa linguagem e explorando as nuances possíveis de seu encontro com a dança contemporânea, registrada no marcante Espetáculo de 25 anos, que reuniu com intensidade emocional e artística parceiros de diferentes épocas.


Destaque em Jazz

Escobar Junior – Pela qualidade técnica e artística como bailarino e coreógrafo que se revela na diversidade de sua produção e reconhecimento em diversos eventos de dança no ano de 2019.


Destaque em Dança do Ventre

Al-málgama – pela excelência técnica e artística na criação do espetáculo “Dura Máter”, que aborda uma temática de extrema relevância ao questionar o papel da mulher na sociedade contemporânea e pela ação social de abrir sessão extra gratuita para mulheres em situação de vulnerabilidade social.


Destaque em Danças Urbanas

Underground Queen – Pela pesquisa em danças urbanas que intercruza as danças de matriz africana, pela promoção de eventos gratuitos fomentando as danças urbanas ao ar livre em Porto Alegre e pela representação artística da cidade em eventos que fomentam a cultura hip hop.


Destaque em Dança Contemporânea

Coletivo Moebius – pela gestão coletiva de uma qualificada e abrangente produção em Dança Contemporânea evidenciada em espetáculos como Ranhuras, Três Canções e Poéticas sobre morte/tempo/vida. 


Destaque em Danças Folclóricas/Étnicas

Pablo Geovane – pela dedicação ao desenvolvimento da Chula em apresentações, divulgando essa modalidade em Porto Alegre e no Rio Grande do Sul


Destaque em Dança de Salão

Martha Royer – pela dedicação ao desenvolvimento de práticas pedagógicas relacionadas à desconstrução de gênero na Zathus Espaço de Dança, estimulando o desenvolvimento de novas percepções da dança e das relações sociais. Pela visibilidade nacional alcançada, promovendo o intercâmbio dessas práticas.


Destaque em Projeto de Formação e Difusão em Dança

Dança e Saúde Mental – por proporcionar uma vivência no qual a Dança não é mera ferramenta terapêutica ou recreativa, mas uma experiência de criação artística, proporcionando a pessoas que estão em situação de cuidado por sofrimento psíquico uma experiência que as leva a ressignificar seu lugar no mundo e por dar visibilidade a estas criações para diferentes públicos.


Destaque em Novas Mídias

Cross-cap - pela excelência na articulação dos elementos de audiovisual e dança: produção, coreografia, direção de arte, fotografia e trilha sonora original. Pelo diálogo instigante entre o movimento do corpo e do cenário.




Nenhum comentário:

Postar um comentário