Centro Municipal de Dança


Centro Municipal de Dança é um órgão da Secretaria Municipal da Cultura (SMC) da Prefeitura de Porto Alegre que articula as políticas públicas de dança na capital gaúcha. Atua na preservação da memória, no fomento à produção, na formação de público, difusão e acesso às informações da dança. Desenvolve atividades artístico-pedagógicas e promove relações com a produção em dança estadual, nacional, e internacional. O objetivo é valorizar os profissionais, promover a produção e o desenvolvimento da arte da dança, tornando-se um espaço de referência para a área na cidade de Porto Alegre.

5 de setembro de 2019

Cia Jovem de Dança apresenta espetáculo E SE NOS CALAM no Teatro Renascença


Foto: Cíntia Bracht

No dia 25 de setembro a Cia Jovem de Dança de Porto Alegre apresenta seu espetáculo “E SE NOS CALAM”, no Teatro Renascença às 20h.

O espetáculo tem coreografia de Driko Oliveira e direção artística de Fernanda Santos e transita entre as danças urbana e contemporânea. Em seu processo criativo buscou se perguntar o que se modifica dentro de nós quando algo que nos é caro permanece oculto e em segredo. O quanto de nós mesmos é moldado pelo silêncio e pelos sentimentos de medo, tristeza e vergonha que nos aprisionam. Que relações se estabelecem entre jovens do grupo onde cada um tem algo que quer desesperadamente que tome forma. Olhando uns nos olhos dos outros os segredos foram ditos... os corpos reagiram... esses segredos revelados tomaram forma.

A Cia Jovem de Dança é um projeto da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre criado em 2016 que atua em conjunto com a Cia Municipal de Dança de Porto Alegre e reúne 25 alunos(as) que se destacam nas 5 Escolas Preparatórias de Dança da periferia da capital. Trabalham de forma integrada com bailarinos profissionais fomentando a qualificação e aprimoramento técnico e artístico desses jovens.

Ficha Técnica:


Concepção/ Coreografia/ Trilha Sonora: Driko Oliveira
Direção Artística: Fernanda Santos
Figurinos: Vanessa Rodrigues
Técnico de Som: Driko Oliveira
Técnico de Luz: Luka Ibarra
Vídeo: Fernando Muniz – Moov.art
Fotografia: Cintia Bracht – Fotografia em Cena
Elenco: Agnis Danieli Thomaz Da Silva, Anderson Alex Mendes, Carlos Eduardo Oliveira Czerner, Flávio Alexandre Fraga Gimenes, Gustavo Da Conceição, Hellen Gonchoroski, Iago Gracia Reis Poersch, Jade Sa Silva Fidelis, Jean Ferreira, Jéssica Da Silva Paim, Kimberly Leticia De Souza Barcellos, Letícia Santiago, Lucas Lucas Rieger, Luiza Karoline Felizardo Rodrigues Araujo, Lyagner Rhian Nunes dos Anjos, Maria Rita Schardosim Vianna, Mariane Lisboa Farias, Marielly Da Cruz, Natasha Vieira Mello, Náthali Rafaela Vilela Luciano, Paola Baldissera Taveira, Rafael Nascimento Da Silva, Raissa Lisboa Farias, Raynner Víctor Silva Moreira, Tatiele Alves Cardozo
Produção: Centro de Dança - Secretaria da Cultura/Prefeitura de Porto Alegre
Apoio: Casa de Cultura Mário Quintana

SERVIÇO:


O QUÊ: “E se nos calam...” – Espetáculo da Cia Jovem de Dança de Porto Alegre
QUANDO: 25 de setembro de 2019 – quarta-feira, às 20h.
ONDE: Teatro Renascença (Av. Erico Veríssimo, 307)
Ingressos: 1 hora antes do espetáculo na bilheteria do Teatro - R$ 20,00 inteira e R$ 10 meia-entrada (estudantes, idosos, classe artística e funcionários municipais) – ANTECIPADOS – R$ 10,00 com as professoras das EPDs
Mais informações: Centro de Dança – Fone: 3289.8065 – email: dancasmc@gmail.com


22 de agosto de 2019

Centro de Dança e Escola Especial Tristão Sucupira Vianna abrem inscrições para a 1ª Mostra de Mostra de Dança Inclusiva



Foto: Fernando Espinosa - Duo Nanda e Alex 


A 1ª Mostra de Dança Inclusiva acontecerá no dia 17 de outubro, às 16h, no Teatro Renascença. A Mostra tem por principal objetivo oportunizar um espaço de encontro, troca de experiências e de fruição da dança para as pessoas com deficiência que desenvolvem trabalhos nesta arte em diferentes contextos, seja nas escolas especiais da rede pública e privada, escolas, companhias e grupos de dança.


A iniciativa da Mostra partiu da comemoração dos 25 anos do Grupo de Danças da Escola Municipal de Ensino Fundamental Especial Tristão Sucupira Vianna, localizada no bairro Restinga, em Porto Alegre e parceria com o centro de Dança da Secretaria Municipal da Cultura. O Grupo de Danças do Tristão, como é conhecido, busca proporcionar aos alunos ricas vivências através de suas interações com a dança, conhecendo e vivenciando movimentos que os levem à descoberta de diferentes possibilidades.

As inscrições estarão abertas no período de 28 agosto a 24 de setembro de 2019. Para efetivar a inscrição os interessados deverão preencher e enviar a ficha de inscrição no link https://forms.gle/sZXabvYLQXqGM3ti6. As coreografias a serem inscritas devem ter no máximo 5 minutos. A falta das informações solicitadas na ficha de inscrição ou a não adequação às exigências do evento implicam na automática eliminação da seleção. 
As coreografias selecionadas serão divulgadas no dia 27 de setembro no blog do Centro de Dança http://cdancasmc.blogspot.com.br/ 

Informações: Centro de Dança da SMC (Av. Érico Veríssimo, 307 – Menino Deus – fone: 3289.8065) ou pelo e-mail dancasmc@gmail.com 

19 de agosto de 2019

OSPA apresenta ópera ‘‘Orfeu e Eurídice’’ no Theatro São Pedro com participação da Cia Municipal de Dança de Porto Alegre


Com um time de importantes cantores líricos e intérpretes, a OSPA destaca nos dias 24 e 25 de agosto a obra de Christoph Gluck que rompeu com a ópera clássica. Sob regência e direção musical do maestro Evandro Matté, a orquestra monta a peça com participação de seu Coro Sinfônico e da Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre


A Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA) revisita uma das obras-primas sobre a mitologia grega no palco do Theatro São Pedro. A ópera ‘‘Orfeu e Eurídice’’, de Christoph Willibald Gluck, que rompe com a tradição italiana, é encenada nos dias 24 e 25 de agosto, às 20h e às 18h, respectivamente. O maestro Evandro Matté conduz a apresentação, que conta com a participação do Coro Sinfônico da OSPA, de bailarinos da Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre e de uma equipe de solistas especializados no gênero operístico no Brasil. A direção cênica fica a cargo de William Pereira, que dará roupagem contemporânea ao espetáculo. Os ingressos estão à venda no local, por valores entre R$ 60 e 130. 

Há três anos, a OSPA retomou a apresentação de óperas encenadas do repertório tradicional com as montagens de “Don Pasquale”, “Don Giovanni” e da opereta ‘‘A Viúva Alegre’’, em 2016, 2017 e 2018 respectivamente. Neste ano, a orquestra apresenta uma das peças mais importantes da história operística. ‘‘Orfeu e Eurídice’’ é segmentada em três atos e retrata a mitologia grega com base na história de Orfeu, que desce aos infernos, onde nenhum ser vivo havia chegado, para pedir aos deuses ressuscitarem sua esposa morta por uma cobra.  Revolucionária, a obra rompe com a tradição italiana ao reduzir o número de solistas a três, garantir protagonismo ao coro e lançar mão de árias simples, com intenso apelo dramático. ‘‘Faremos a montagem completa da ópera que mudou o curso da história da música. Em “Orfeu e Erídice” a vida é resgatada através do poder mágico da música.’’, afirma Evandro Matté, diretor artístico e maestro titular da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre.

Para encenar a ópera, a sinfônica recebe um elenco de grande relevância no cenário nacional. Denise de Freitas, uma das mais renomadas mezzo-sopranos na atualidade, interpreta Orfeu. Aclamada pela crítica especializada, a cantora é recordista de óperas no Theatro Municipal de São Paulo, representando os mais diversos papéis, de homens a mulheres. Eurídice é revivida pela soprano Carla Cottini. Vencedora do Prêmio Revelação no 10º Concurso de Canto Maria Callas, a cantora é mestre em interpretação operística pelo Conservatório Superior de Música Joaquín Rodrigo, na Espanha. Para encenar o papel do Cupido, Raquel Fortes que carrega uma bagagem pelas principais orquestras do Estado, integrando também o primeiro Opera Studio do Theatro Municipal de São Paulo, onde apresentou Primeira Dama e Rainha da Noite da ópera "A Flauta Magica" de Mozart. Os cantores unem-se aos bailarinos da Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre e ao Coro Sinfônico da OSPA pela musicalidade da orquestra. 

Mais informações pelo site www.ospa.org.br ou pelo telefone (51) 32227387.

Ingressos: R$ 60 (galeria), R$ 100 (camarote lateral), R$ 110 (camarote central) e R$ 130 (plateia), com desconto de 50% para seniores, estudantes, titulares do cartão Clube do Assinante ZH, doadores de sangue, pessoas com deficiência e jovens de baixa renda e 20% de desconto para titulares do cartão Zaffari Bourbon, Panvel e para clientes do Banrisul. Poderão ser adquiridos na bilheteria do teatro, de segunda a sexta-feira, das 13h às 18h30 (ou até o horário do início do espetáculo); nos sábados e domingos, das 15h até o início da apresentação.


Evandro Matté (regente)
É diretor artístico e maestro da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, da Orquestra de Câmara Theatro São Pedro e do Festival Internacional SESC de Música, que acontece em Pelotas. Realizou sua formação musical na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, na University of Georgia (EUA) e no Conservatoire de Bordeaux (FRA). Trompetista da OSPA desde 1990, esteve à frente de orquestras, como convidado, no Uruguai, Argentina, China, República Checa, Alemanha, Itália, Colômbia, Croácia e EUA. É, ainda, pós-graduado em gestão empresarial. 

William Pereira (diretor cênico)
Graduado em Direção Teatral pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), iniciou sua formação artística com o estudo de piano e estagiou em teatro lírico na English National Opera e na Royal Opera House, em Londres. Diretor, cenógrafo e figurinista, é representante da vanguarda teatral dos anos 1980 e um dos fundadores do Barca de Dionisos, aclamado grupo formado por ele e seus ex-colegas da Escola de Arte Dramática (EAD). É um dos mais importantes e representativos diretores de teatro e ópera no Brasil e tem se destacado com espetáculos de grande repercussão de público e crítica. Entre seus principais trabalhos, estão estão as estreias mundiais das óperas A Tempestade, de Ronaldo Miranda, Olga, de Jorge Antunes, e Onheama e Natividade, de João Guilherme Ripper. Já esteve à frente de Madama Butterfly, de Puccini, As Bodas de Fígaro, de Mozart e de Chunga, de Mario Vargas Llosa, em Miami e Nova York.

Denise de Freitas (mezzo-soprano)
Mezzo-soprano aclamada pela crítica especializada, é recordista de óperas no Theatro Municipal de São Paulo, representando os mais diversos papéis, de homens a mulheres. Com intensa bagagem de intérprete, é detentora de diversos prêmios, como o da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) 2017 e o Carlos Gomes, em 2004, 2009 e 2011. No ano passado, a convite do Ministério das Relações Exteriores, viajou a Tel Aviv, Budapeste, Berlim e Copenhagen, representando a música e a cultura do Brasil, dedicando-se integralmente às obras de Villa-Lobos. Gravou, ainda, a Sinfonia nº 8, II Movimento, de Claudio Santoro, sob regência de Neil Thomson. Ao trabalhar com outros maestros, acumula um extenso repertório sinfônico, incluindo obras de Mahler, Wagner, Brahms, Ravel, Respighi, Handel e Falla. 

Carla Cottini (soprano)
Revelação do canto lírico brasileiro, tem se destacado por integrar em suas performances belo timbre, sólida técnica e marcante presença cênica. Desde 2011, interpreta papéis protagonistas em óperas de diversos compositores, como Mozart, Donizetti, Puccini, Massenet, Humperdinck e Strauss. Sua bagagem inclui passagem por casas de ópera em países de todo o mundo, trabalhando com importantes diretores cênicos, como Píer Francesco Maestrini, Stefano Poda, Jorge Takla e Francesco Belloto. Compromissos recentes incluem seu debut como Adina em “L’Elisir d’Amore” e Gilda em“Rigoletto”. Vencedora do Prêmio Revelação no 10º Concurso de Canto Maria Callas, subiu ao palco ao lado de diversos regentes, dentre eles, Rinaldo Alessandrini, Isaac Karabitchevsky e Silvio Viegas.  Atualmente vive em Berlim e é orientada por Vito Amaria Brunetti e John Fischer.

Raquel Fortes (soprano)
Soprano coloratura, é formada em Canto Lírico pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Iniciou os estudos musicais na Fundação Carlos Gomes em Belém, no Pará. Em Porto Alegre, foi aluna de flauta transversal no Conservatório Pablo Komlós e, ao integrar o Coro da OSPA, descobriu vocação no canto. Na UFRGS fez parte dos elencos das óperas Dido e Eneias e L’Orfeu. Junto à classe de jovens cantores do Opera Studio do Theatro Municipal de São Paulo, atuou como Primeira Dama e Rainha da Noite na ópera A Flauta Mágica, de Mozart. Interpretou, ainda, Lauretta na ópera II Maestro di Musica, com a Orquestra Unisinos Anchieta, e no projeto Terças Líricas foi a Madame Herz, na ópera O Empresário, de Mozart. Foi a primeira cantora a solar nos palcos do Teatro Unisinos e na Casa da OSPA.


Cia Municipal de Dança de Porto Alegre
A Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre é um projeto da Prefeitura de Porto Alegre criado em 2014 e formalizado em 2017 que atua com um elenco de bailarinos e bailarinas profissionais selecionados através de edital público. Neste curto tempo de existência a Cia já realizou 15 montagens, que reuniram um público de cerca de 45 mil espectadores em inúmeras apresentações em Porto Alegre, interior do Rio Grande do Sul, 3 estados brasileiros, Israel e Alemanha.. Atua de forma integrada com as Escolas Preparatórias de Dança, que funcionam em cinco escolas municipais da periferia de Porto Alegre, com formação em dança para crianças e adolescentes, entre 7 a 17 anos, no turno inverso da escola. A Cia Municipal de Dança mantém também a Cia Jovem de Dança que reúne 25 alunos que se destacam nas Escolas Preparatórias de Dança e atuam junto com bailarinos profissionais, fomentando a qualificação e aprimoramento técnico e artístico desses jovens.

Mais informações pelo site www.ospa.org.br ou pelo telefone (51) 32227387.

A OSPA é uma das fundações vinculadas à Secretaria da Cultura do Governo do Rio Grande do Sul (Sedac/RS). Os concertos da temporada 2019 são patrocinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura (LIC), por Panvel, CMPC, Banrisul e Grupo Zaffari. Apoio: Ipiranga, Dufrio, Audio Porto, Grupo Renner e Thyssenkrup. A realização é de OSPA, Fundação Cultural Pablo Komlós e Sedac.

SERVIÇO:


OSPA apresenta a ópera ‘‘Orfeu e Eurídice’’

Quando: 24 e 25 de agosto, sábado e domingo
Horários: 20h no sábado e 18h no domingo
Local: Theatro São Pedro (Praça Mal. Deodoro, s/nº – Centro – Porto Alegre)

PROGRAMA

Orfeu e Eurídice
Christoph W. Gluck

Regência e direção musical: Evandro Matté
Direção cênica e cenografia: William Pereira
Solistas: Denise de Freitas (soprano)
Carla Cottini (soprano)
Raquel Fortes (mezzo-soprano)

Participações: Coro Sinfônico da OSPA e Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre

Coreógrafos: Alexandre Rittmann e Paula Amazonas

Bailarinos convidados: Paula Amazonas, Andressa Pereira, Bianca Weber, Bruno Manganelli, Caleo Alencar, Carolyne Constante, Davi Sgarbi, Driko Oliveira, Everton Nunes, Fernanda Bosque, Leonardo Maia, Pamela Agostini.

Iluminação: José Luís Fagundes (Kabelo)
Figurino / caracterização: Antonio Rabàdan
Assistência de figurino: Lilian Becker
 Direção de Palco: André Munari
Assistência de Direção Cênica: Brenda Knevitz
Assistência de produção: Mely Paredes
Coordenação de camarim: Ellen Correia
Fotografia: Raul Krebs
Maquiagem: Claudia Ribeiro, Adriana Chaves, Carolline Ely e Camila Vieira
Cabelos: Maison 31 | Thaina Costa e Sérgio Viamonte
Perucas: Mateus Amaral
Assistente de camarim: Camila Valandro Kunsler
Assistente de camarim: Carolina Leão Moreira

18 de agosto de 2019

EPD Loureiro da Silva divulga programação e parceiros da Mostra de Dança


A Escola Preparatória de Dança José Loureiro da Silva divulga a programação e os parceiros da Mostra de Dança que acontece no próximo dia 20 de agosto, às 20h no Teatro Renascença com apoio do Centro de Dança da Secretaria Municipal da Cultura. O evento busca apoio e arrecadação de fundos que para garantir a participação dos alunos no II Festival de Dança de Guaporé – RS. O Festival acontece de 30 de agosto a 8 de setembro na cidade de Guaporé e  possibilitará a apresentação das coreografias dos alunos da EPD em mais de um palco, vivências em oficinas com bailarinos renomados no Brasil e no exterior, além da troca de experiências e possibilidades dos alunos assistirem diversas coreografias de outras companhias escolas de Dança no RS e do Brasil.

Participam da Mostra de Dança como parceiros as seguintes escolas, grupos e companhias:


  • Developpé Escola de Dança
  • Diversos grupos 
  • Meme Estação Cultural
  • Território da Dança 
  • Studio Spasso
  • Karin Ruschel 
  • Tap lab
  • SOU Centro de Artes
  • Casa Palo Santo
  • Ballet Gutierres
  • Coletivo de alunas Isabel Willadino 
  • EPD José Loureiro da Silva

Confira as coreografias que se apresentam (por ordem de apresentação):


  1. Samba da utopia 
  2. Bicicleta 
  3. Union
  4. Pra conectapear 
  5. Meu infinito
  6. Amarelinha
  7. News
  8. De volta
  9. No rules 
  10. Ao vento
  11. Curiosidade
  12. Sobre nós 
  13. Espelho
  14. Pintando o sete
  15. Onda de som
  16. Jardineira
  17. Buleria 
  18. Jam Bosco
  19. 9x1 1
  20. 9x1 2
  21. Squad

Serviço:


Mostra de Dança da EPD Loureiro da Silva
20 de agosto de 2019, às 20h
Teatro Renascença (Av. Erico Veríssimo, 307)
Ingressos: 
ANTECIPADOS: R$ 20,00 – na EMEF José Loureiro da Silva, com a professora Isabel Willadino;
NA BILHETERIA: R$ 40,00 (inteira) R$ 20,00 (meia-entrada para estudantes, idosos, classe artística e funcionários municipais) - na bilheteria do Teatro Renascença uma hora antes do espetáculo.
Organização: EPD Loureiro da Silva
Apoio: Centro de Dança da SMC

Informações: pelo email dancasmc@gmail.com Fone: 3289.8065

12 de agosto de 2019

Escola Preparatória de Dança Loureiro da Silva realiza Mostra de Dança para viabilizar a participação dos alunos no II Festival de Dança de Guaporé


Foto: Fernando Espíndola

No próximo dia 20 de agosto a Escola Preparatória de Dança da EMEF José Loureiro da Silva realiza Mostra de Dança com apoio do Centro de Dança da Secretaria Municipal da Cultura, no Teatro Renascença, às 20h para apoio e arrecadação de fundos que visa garantir a participação dos alunos no II Festival de Dança de Guaporé – RS. O Festival acontece de 30 de agosto a 8 de setembro na cidade de Guaporé e  possibilitará a apresentação das coreografias dos alunos da EPD em mais de um palco, vivências em oficinas com bailarinos renomados no Brasil e no exterior, além da troca de experiências e possibilidades dos alunos assistirem diversas coreografias de outras companhias escolas de Dança no RS e do Brasil.

As EPDS - As Escolas Preparatórias de Dança-EPD são um projeto de formação em dança criado em 2014 numa parceria entre as Secretarias Municipais da Cultura e da Educação da Prefeitura de Porto Alegre que funcionam em 5 Escolas da Rede Municipal de Ensino na periferia  da capital. As EPDs oferecem atividades artísticas que contribuem para redução da vulnerabilidade social de crianças e jovens, tem como objetivos a complementação da educação integral, a formação continuada e diversificada e uma preparação para o futuro profissional. O projeto desenvolve a linguagem corporal e as potencialidades dos alunos para o sensível e sua relação com o mundo, criando e recriando através da arte da dança uma nova perspectiva de vida aos alunos. Os estudantes recebem uma formação diversificada no contra turno escolar englobando aulas de sapateado, ballet clássico, jazz, dança afro e danças urbanas.

O FESTIVAL - A segunda edição do Festival de Dança de Guaporé ocorrerá no período de 30 de agosto a 8 de setembro de 2019 visando uma edição ainda mais grandiosa que em 2018. São aguardados mais de dois mil bailarinos inscritos para as competições e distribuiremos grandes premiações com o intuito de levar reconhecimento aos profissionais da área. O Festival é direcionado a Grupos e Escolas de Dança de todo o Brasil com premiação para o Melhor Coreógrafo, que ganha uma viagem para Nova Iorque para um intercâmbio internacional de dança; já as categorias de Melhor Bailarino, Melhor Grupo e Melhor Escola ganham premiações em dinheiro. O objetivo do Festival é garantir espaço para uma competição saudável, além de qualificar e agregar conhecimento e aperfeiçoamento em dança.


SERVIÇO:


Mostra de Dança da EPD Loureiro da Silva
20 de agosto de 2019, às 20h
Teatro Renascença (Av. Erico Veríssimo, 307)
Ingressos: 
ANTECIPADOS: R$ 20,00 – na EMEF José Loureiro da Silva, com a professora Isabel Willadino;
NA BILHETERIA: R$ 40,00 (inteira) R$ 20,00 (meia-entrada para estudantes, idosos, classe artística e funcionários municipais) - na bilheteria do Teatro Renascença uma hora antes do espetáculo.
Organização: EPD Loureiro da Silva
Apoio: Centro de Dança da SMC

Informações: pelo email dancasmc@gmail.com Fone: 3289.8065