Centro Municipal de Dança


Centro Municipal de Dança da Secretaria Municipal da Cultura (SMC) articula as ações de dança de Porto Alegre, por meio da preservação da memória, do fomento à produção, formação de público, difusão e acesso às informações, atividades artístico-pedagógicas e constituição das relações com a produção em dança estadual, nacional, e internacional. O objetivo é valorizar os profissionais, promover a produção e o desenvolvimento da arte da dança, tornando-se um espaço de referência para a área na capital .


Bem Vindo!!!

7 de dezembro de 2016

Escolas Preparatórias de Dança apresentam Histórias de Natal


Nos próximos dias 10 e 11 de dezembro, as Escolas Preparatória de Dança apresentam a Mostra de final de ano “Histórias de Natal”. A apresentação acontecerá no Teatro Renascença, com sessões as 18h30 e às 19h30.
Escola Preparatória de Dança é um projeto desenvolvido em parceria pelas secretarias municipais de Educação (SMED) e de Cultura (SMC) com a Cia Municipal de Dança de Porto Alegre, em que cerca de 500 estudantes participam de aulas envolvendo múltiplas linguagens de dança. As escolas da Rede Municipal de Ensino funcionam como sedes do projeto: as Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEF), Senador Alberto Pasqualini, na Restinga; José Loureiro da Silva, no Cristal; Pepita de Leão, no Passo das Pedras; Deputado Victor Issler, no Mario Quintana; e Dr. Liberato Salzano Vieira da Cunha, na Vila Elizabeth.
No domingo, dia 11 às 20 horas também será apresentado “PARMI (no meio de)”, espetáculo da Cia Jovem de Dança. O espetáculo foi criado entre vontades, dificuldades, incertezas e pode ser traduzido, segundo os jovens bailarinos, como “reflexo da própria vida, na qual muitas coisas estão encobertas e onde diferentes relacionamentos são estabelecidos”. A Cia Jovem de Dança é composta por 22 crianças e adolescentes que durante os últimos meses tem persistido para que tal projeto tivesse continuidade.

SERVIÇO:

“HISTÓRIAS DE NATAL”, Escola Preparatória de Dança
Dia 10 de dezembro, às 18h30 e 19h30;
Dia 11 de dezembro, às 18h30;
Teatro Renascença
Entrada Franca

“PARMI – no meio de”, Cia Jovem de Dança
Dia 11 de dezembro, às 20h
Teatro Renascença
Entrada Franca


6 de dezembro de 2016

Centro de Dança Abre Inscrições Para a Mostra de Dança Verão 2017


    O Centro de Dança da Secretaria Municipal da Cultura está com as inscrições abertas para a Mostra de Dança de Verão 2017, no período de 06 de dezembro a 20 de dezembro.

    Para efetivar sua inscrição, preencha a ficha anexa e entregue no Centro de Dança da SMC (Av. Érico Veríssimo, 307 – Menino Deus – fone: 3289.8065) ou envie para o e-mail dancasmc@gmail.com acompanhada de foto com 300 DPIs de definição e o crédito do fotógrafo, com o assunto MOSTRA DE DANÇA VERÃO 2017. A falta das informações solicitadas na ficha de inscrição ou a não-adequação às exigências do evento implicam na automática eliminação da seleção. Os trabalhos selecionados que não puderem se apresentar na data indicada quando do preenchimento da ficha de inscrição, ficarão de fora da programação.

    O encerramento das inscrições será no dia 20 de dezembro e a divulgação do resultado será no dia 22 de dezembro de 2016. A Mostra de Dança Verão acontecerá nos dias 12, 13, 14 e 15 de janeiro de 2017, no Teatro Renascença.

Baixe a ficha de inscrição aqui

5 de dezembro de 2016

INDICADOS AO PRÊMIO AÇORIANOS DE DANÇA 2016

Espetáculo Hiato e Iluminus

O Centro Municipal de Dança da Secretaria da Cultura de Porto Alegre divulga a lista de finalistas ao Prêmio Açorianos de Dança 2016. Os vencedores serão conhecidos na cerimônia que será realizada dia 13 de dezembro, às 20 horas, no Teatro Renascença. Em 2016 foram 14 espetáculos inscritos no Prêmio de Espetáculo do Ano. O grande júri, que avaliou os espetáculos inscritos, foi composto por Ana Vasconcelos, Marlise Machado, Mirco Zanini, Emily Borghetti, Airton Tomazzoni, Cauan Feversani e Brysa Mahaila.
O Prêmio Açorianos contempla ainda as categorias de destaque por modalidades, como balé, jazz, danças urbanas, entre outras, além das categorias de Novas Mídias em Dança e Projetos de Difusão e Formação. Essas categorias contam com júris especializados que somam um total de 22 profissionais da área.
Informações pelo fone 32898065.
Confira os finalistas:

Espetáculo do Ano:
- Acuados, da Ânima Cia de Dança;
- Flamenco Imaginário, da Cia de Flamenco Del Puerto;
- Hiato, do Coletivo Tônuma;
- Iluminus, da New School Dreams;
- Retirantes, somos todos severinos, da Reticências Cia de Dança;

Direção:
- Eva Schul, por Acuados;
- Gustavo Silva, por Iluminus;
- Leonardo Jorgelewicz, por Hiato;
- Liane Venturella, por Marcela Fenay;
- Marco Rodrigues, por Suspiro;

Bailarino:
- Jackson Brum, por Suspiro;
- Matheus Almeida, por Retirantes, somos todos severinos;
- Michel Capeletti, por Enquanto as coisas não se completam;
- Thyago Perla, por Iluminus;
- Wellington Borges, por Suspiro;

Bailarina:
- Andrea Spolaor, por Marcela Fenay;
- Bianca Weber, por Acuados;
- Emily Chagas, por Acuados;
- Mariana D. Silva, por Iluminus;
- Paula Finn, por Hiato;

Coreografia:
- Carlos Neto, por Retirantes, somos todos severinos;
- Coletivo Tônuma, por Hiato;
- Eva Schul, por Acuados;
- Gabriella Castro, Gustavo Silva e Italo Ramos, por Iluminus;
- Jackson Brum, por Suspiro;

Cenografia:- Antonio Rabadan, por Flamenco Imaginário;
- Elcio Rossini, por Verde (In)tenso;
- Juliano Rossi, por Marcela Fenay;
- Mailson Fantinel e Paula Pinheiro, por Hiato;
- Rodrigo Shalako, por Iluminus;

Iluminação:
- André Birck, por Suspiro;
- Carol Zimmer e Paula Pinheiro, por Hiato
- Carol Zimmer, por Iluminus;
- Mauricio Rosa Marques, por Verde (In)tenso;

Figurino:
- Antonio Rabadan, por Flamenco Imaginário;
- Laura Bauermann, por Marcela Fenay;
- Mailson Fantinel e Victor Kayser, por Hiato;
- Thais Ávila e Ceciliana Aires, por Iluminus;

Trilha Sonora:
- Giovani Capeletti, por Flamenco Imaginário;
- Guilherme Guinalli e GS2, por Iluminus;
- Guilherme Guinalli; por Hiato;
- Ìdòwú Akínrúlí, por Ògúndábède.
- Jade Corrêa, por Retirantes, somos todos severinos;

Produção:
- Ana Paula Reis/ Bendita Cultura e Débora Nunes, por Iluminus;
- Carol Zimmer e Paula Finn, por Hiato;
- Daniele Zill e Juliana Kersting, por Flamenco Imaginário;
- Luka Ibarra e Ana Paula Reis/ Lucida Desenvolvimento Cultural, por Acuados;
- Tiago R. Souza/CoMusic, por Retirantes, somos todos severinos;

Novas Mídias em Dança:
- 567OCTO, de Fernando Muniz;
- Fratura exposta, de Alessandro Rivelino;
- Gente... o movimento está na vida..., de Rosana Almendares;
- Mágica, de Edson Ferraz;
- Primal, de Jorge Eduardo Diehl;

Destaque em Dança do Ventre:
- Layali Zaman – Uma Experiência Árabe – pela inovação no formado do espetáculo apresentado.
- Luana Limana – como bailarina revelação.
- Oncodance – pelo trabalho de apoio terapêutico a mulheres com câncer através da dança do ventre .
- Priscila Fontoura – pela criação de uma nova metodologia de ensino da dança do ventre à distância através de vídeo aulas.
- Sirena – pela criação e qualidade da produção do espetáculo.

Destaque em Danças Urbanas:
- Cotidiano Urbano – pela integração dos diversos elementos do movimento cultural hip hop, suas ações efetivas dentro da comunidade (como o protagonismo social, feminino, infantil), autonomia através da dança, registro histórico e visual dentro da obra.
- Iluminus – pela utilização das linguagens de danças urbanas mescladas com rigor artístico e conceitual.
- Karina Rolin – por sua atuação como educadora social utilizando o Breaking como ferramenta, e representando o público feminino como júri da batalha All Style (evento Restinga Crew 13 anos).
- Suspiro – pela mescla dos diferentes elementos do hip hop com o contexto artístico e poético.
- Wellington Borges – pela estreia no espetáculo Suspiro, e suas conquistas e atuações no meio cultural das danças urbanas.

Destaque em Danças de Salão:
- Encontro de Damas no Salão do RS - pela valorização das mulheres na dança de salão, que são as grandes mantenedoras deste mercado, com vistas a contribuir para sua autoestima e autonomia na dança de salão.
- IV Encontro de Forró de Porto Alegre - pela ampliação do evento, que promove e valoriza um ritmo brasileiro de salão; pela curadoria dos instrutores que, na sua totalidade, transmitem diversos vieses e vertentes do forró; pelo congraçamento harmonioso com várias escolas de dança de salão no projeto e pela integração com o circuito brasileiro de forró.
- Katiusca Marusa Dickow - pela diferenciada metodologia e pelo estudo acadêmico da educação em Dança de Salão.
- Kirinus e Nunes Centro de Dança - pelo trabalho qualificado e consistente, fomentando a prática, a formação amadora e pré-profissional em dança de salão, integrando diversos ritmos através de todos os seus profissionais, sempre atuando de forma ética e integradora.
- Maratona de Samba de Porto Alegre – 7ª Edição - pela inclusão de espaços para a reflexão sobre a Dança de Salão, com vistas a qualificar o mercado de forma ética, e pela opção da qualidade sobre a quantidade.

Destaque em Danças Étnicas:
- Choref – pelo contínuo trabalho de disseminação da cultura judaica através da dança.
- Instituto Cadê Zumbi? – pelo trabalho de resgate e alfabetização em dança e cultura afro-brasileira do Rio Grande do Sul.
- O Feminino Sagrado – Um Olhar Descendente da Mitologia Africana – pela concepção do espetáculo que resgata o sagrado feminino e a cultura afro-brasileira.
- Rancho Português – Galo de Barcelos – como grupo revelação no resgate à cultura portuguesa na cidade.
- Sociedade Polônia – pela retomada do trabalho do grupo de dança que busca preservar a cultura polonesa em Porto Alegre.

Destaque em Sapateado:
- Beatriz Tinoco – sapateadora revelação.
- Claque Centro de Sapateado – pelas iniciativas de promoção do sapateado na cidade.
- Gabriella Castro – pela concepção e direção do vídeo em comemoração ao dia internacional do sapateado americano.
- Glenda Duarte – pela concepção e direção do espetáculo Pé S Soa.
- Leonardo Dias Machado – pela atuação no espetáculo Flamenco Imaginário.

Destaque em Flamenco:
- Flamenco em Clio – pela programação múltipla e continuada de valorização do flamenco, abrindo um novo espaço de difusão.
- Flamenco Imaginário – pela inovadora iniciativa, pela difusão ampliando o público do flamenco e pelo cuidado nos diversos aspectos da produção do espetáculo.
- Giovani Capeletti – pela resistência no trabalho como músico flamenco, pelo apoio aos diversos grupos de dança flamenca na cidade e pela referência como profissional da cena.
- Paula Finn – pelo destaque como bailarina no projeto Usina Tablao.
- Usina Tablao – por engajar o público através do financiamento coletivo trazendo um músico internacional para uma produção que fomenta e fortalece a tradição dos Tablaos Flamencos.

Projetos de Difusão e Formação em Dança:
- 4º Encontro de Forró – pela iniciativa e abrangência do evento para a disseminação da dança na cidade.
- Casa Cultural Tony Petzhold – pelo trabalho continuado de formação em dança e pela constituição de um espaço de apresentações públicas na cidade.
- Grupo Tradição Cultura Herança Tchê /Ufrgs – pela consistência do trabalho e pela trajetória de 10 anos de formação em dança de formação de plateias.
- Luciana Paludo Convida – pela consistência do trabalho de difusão da dança e pela integração os diversos profissionais de dança.
- Mostra de Dança da Área de Desenvolvimento Social – ACM – pela consistência do trabalho de formação em dança e a relação com a comunidade local pela iniciativa de organização e realização da mostra.

Destaque em Balé:
- Carla Bublitz – pelo trabalho de difusão do ballet do Rio Grande do Sul no Brasil e no Exterior.
- Clarissa Pesce – pelo desenvolvimento de uma metodologia de dança clássica para adultos iniciantes.
- Cristiane Figueiredo – pela qualidade técnica e artística.
- Gala Ballet – pela importância do evento para a integração, difusão e valorização do ballet na cidade.
- Projeto Expressar – pela democratização do acesso à dança clássica na periferia da cidade.

Destaque em Jazz:
- Carol Dalmolin – pela produção coreográfica em jazz.
- Fernanda Sesterheim – pela trajetória como bailarina, coreógrafa e formadora de uma escola de jazz.
- Igor Zorzela – pela atuação como bailarino e jovem coreógrafo.
- Laboratório da Dança - pela criação e promoção do I e II Encontros de Estudos em Jazz.
- Suzana D’Ávila – como formadora de uma escola de jazz e pela trajetória de 30 anos da Transforma Cia de Dança.

Destaque em Dança Contemporânea:
- Atma – pela pesquisa de linguagem de interseção entre a dança contemporânea e as artes circenses.
- Douglas Jung – pela diversidade de atuação artística e pedagógica em diversos circuitos da cena da cidade.
- Hiato – pela qualidade do resultado da pesquisa de linguagem e produção artística coletiva.
- Iluminus – por diluir as fronteiras entre as danças urbanas e a dança contemporânea.
- Suspiro - por diluir as fronteiras entre as danças urbanas e a dança contemporânea.
- Wagner Ferraz – pelo incremento à pesquisa, reflexão e produção editorial em dança.

29 de novembro de 2016

Câmara Municipal de Porto Alegre terá Quarta Temática sobre a Cia Municipal de Dança


Acontecerá no dia 30 de novembro, às 14h30min, no Plenário Otávio Rocha da Câmara Municipal de Porto Alegre (Avenida Loureiro da Silva, 255) o Período de Comunicações Temático com o tema Apresentação do trabalho desenvolvido pela Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre.

28 de novembro de 2016

Carmina Burana em grande espetáculo com a Ospa e Cia Municipal de Dança


Uma das peças mais memoráveis da música ocidental poderá ser apreciada na íntegra pelos porto-alegrenses no mês de dezembro. A Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e a Cia Municipal de Dança de Porto Alegre se preparam para apresentar “Carmina Burana”, de Carl Orff (1895-1982), sob a regência de seu maestro e diretor artístico Evandro Matté e coreografia de Ivan Motta.

A obra ganhará montagem com orquestra, coros, solistas convidados e dançarinos da Cia Municipal de Porto Alegre,  no Auditório Araújo Vianna nos dias 3 e 4 de dezembro, às 20h30 e às 18h, respectivamente. Os ingressos custam R$ 30, e serão vendidos a partir do dia 23/11, quarta-feira, nas Lojas Multisom, e nos dias das récitas, na bilheteria do local. O Banrisul é o apresentador oficial do evento.

“Carmina Burana tematiza os desejos, as conquistas e as frustrações das pessoas. É uma metáfora da vida, exposta à constante mudança, e, por isso, uma obra atual”, comenta o maestro Matté. A peça, estreada em 1937 na Ópera de Frankfurt, é inspirada em poemas satíricos, com críticas às autoridades e à hipocrisia, e também em canções de amor e de taberna – textos encontrados em um manuscrito do século XIII.

“Em geral, a composição é apresentada em forma de concerto. Um dos diferenciais da produção da Ospa é a participação da Cia. Municipal de Dança de Porto Alegre na montagem, que será completa”, afirma Matté. A coreografia está sendo elaborada por Ivan Motta.

No time de mais de cem vozes que darão forma a trechos famosos como o apoteótico coro de abertura e finalização da obra (“O Fortuna, Imperatrix Mundi”), estão o Coro Sinfônico da Ospa, o Coro Allegro Unisinos e três solistas brasileiros que estão cativando plateias mundo afora: a soprano Gabriella Pace, o tenor Flávio Leite e o barítono Homero Velho.

Mais sobre Carmina Burana 
Carmina é o plural latino de “carmen” – poema, cantiga, verso. O manuscrito, escrito em latim e alemão medievais, que contém os carmina burana foi encontrado em Benediktbeurn, na Bavária. Na obra de Orff (uma seleção de pouco mais de duas dezenas de poemas), dividem-se em sete grandes seções: “Fortuna, Imperatriz do Mundo”, “Na Primavera”, “Nos Prados”, “Na Taberna”, “Corte de amor”, “Banziflor e Helena” e de novo “Fortuna, Imperatriz do Mundo”. A composição é emoldurada por um símbolo da Antiguidade – a roda da fortuna, eternamente girando, trazendo alternadamente boa e má sorte.
A mais famosa produção de Carl Orff foi concebida como uma cantata, forma que possibilita o trabalho cênico. É constituída de coros e árias para solistas, além de trechos puramente instrumentais.

Mais informações pelo telefone (51) 32227387 ou no site http://www.ospa.org.br/

18 de novembro de 2016

Programação do Final de Semana

7ª Edição do Projeto Luciana Paludo convida, com Letícia Guimarães e Mimese cia de dança-coisa – espetáculo “Ensaio sobre o tempo” 
Quando: 20/11/2016 
Hora: 20h30min 
Onde: Casa Cultural Tony Petzhold
Preço de ingresso: Entrada franca, pois está na programação do Casa Dança



Espetáculo Enquanto as coisas não se completam amação do Casa Dança
Quando: 18 a 27 de novembro
Hora: 20h 

Onde: Sala 209 - Usina do Gasômetro
Informações: https://enquantoascoisasnaosecompletam.wordpress.com/enquanto-as-coisas-nao-se-completam/



Espetáculo de Sapateado Americano "Pé Ssoa"

Quando: 17, 18 e 19 de novembro
Hora: 20h 

Onde: Auditório Barbosa Lessa do Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, Porto Alegre
Informações: contato@claque.com.br