Centro Municipal de Dança


Centro Municipal de Dança da Secretaria Municipal da Cultura (SMC) articula as ações de dança de Porto Alegre, por meio da preservação da memória, do fomento à produção, formação de público, difusão e acesso às informações, atividades artístico-pedagógicas e constituição das relações com a produção em dança estadual, nacional, e internacional. O objetivo é valorizar os profissionais, promover a produção e o desenvolvimento da arte da dança, tornando-se um espaço de referência para a área na capital .


Bem Vindo!!!

20 de fevereiro de 2015

Oficinas Educação Somática e Contato Improvisação



COLUNA VERTEBRAL DOIS OLHARES :
Vivência em Educação Somática e Contato Improvisação
 com Débora Bolsanello & André Olmos
  
A vivência COLUNA VERTEBRAL DOIS OLHARESDébora Bolsanello propõe uma incursão as técnicas de Educaçao Somática que enriquecem os diferentes níveis de escuta do Contato Improvisação. Mais que um simples aquecimento, a aula de técnicas de Educação Somática visa expandir o vocabulário gestual do participante através de exercícios de consciência corporal que despertam todas as possibilidades de movimentos simples e movimentos combinados da coluna vertebral : flexão, extensão, inclinação, rotação. Exploraremos na prática os conceitos criados por Débora Bolsanello :  automicromobilizaçao, regência das cinturas escapular-pélvica e circuito do movimento. André Olmos facilita exercícios de Contato Improvisação em que, partindo deste corpo  desperto em suas sensações, consciente de sua autonomia e sensibilizado em sua escuta, pesquisa as possbilidades de movimento da coluna e desta em relação com outro corpo, as espirais no movimento e as suas reverberações.

DATA:20,21 e 22 de março 2015

LOCAL : Casa Cultural Tony Petzhold

FORMADORES:
André Olmos é formado em psicologia pela Pontificia Universidade Católica do Rio grande do 
Sul (PUCRS). Facilitador do programa Travessia Jaguar na UNIPAZ-Sul. Bailarino, pesquisador autônomo e professor de Contato Improvisação; promovedor e organizador de Jams e eventos relacionados ao Contato Improvisação. Entende a dança de Contato Improvisação enquanto uma prática corporal integrativa. 

Débora Bolsanello é bacharel em antropologia pela Université de Montreal. Mestre em Dança pela Université du Québec à Montréal, pós-graduou-se em Educação Somática pela mesma universidade. É certificada professora de Autoreeducação Corporal pelo Centre d’Étude et Recherche en Autorééducation Neuromusculaire e formada em Pilates pelo Centre Pilates de Montreal. É a organizadora do livro EM PLENO CORPO: Educação Somática, movimento e saúde (Editora Juruá, Curutiba, 2ª edição 2010). Formou-se em Fisioterapia BioAntropológica em 2014. 
Carga horária total21 horas
Certificação : O certificado da carga horária total de 21 horas é concedido por correio eletrônico para as pessoas que participaram de todo o evento.

CONTEÚDO :  A Educação Somática é um campo prático-teórico composto de diferentes métodos de reeducaçao do movimento, iniciados na Europa e nos EUA desde o final do século XIX. 

O Contato Improvisação é uma prática de dança nos Estados Unidos criada no final da década de 60 e início de 70 por Steve Paxton dentro do contexto do movimento artistico conhecido como Judson Church conciliando sua experiência com a dança moderna – foi aluno de Merce Cunningham – com pesquisas com o Aikido. A prática Contato Improvisação acontece a partir do diálogo entre os corpos em relação e suas diversas possibilidades de movimento e improvisação.

OBJETIVOS Na vivência COLUNA VERTEBRAL DOIS OLHARES propomos uma incursão a técnicas de Educaçao Somatica que têm por objetivo enriquecer os diferentes niveis de escuta do Contato Improvisação. Mais que um simples aquecimento, a aula de técnicas de Educaçao Somatica visa expandir o vocabulario gestual do participante através de exercicios de consciência corporal que despertam todas as possibilidades de movimentos simples e movimentos combinados da coluna vertebral : flexão, extensão, inclinação, rotação. Exploraremos na prática os conceitos criados por Débora Bolsanello :  automicromobilizaçao, regência das cinturas escapular-pélvica e circuito do movimento. Aproveitando esta sensibilização e expansão do corpo, no contexto do Contato Improvisação, pesquisaremos as possibilidades da coluna enquanto ponto de contato e partida para a dança, as espirais no corpo e suas reverberações.

DIDÁTICA:

. O despertar da sensação: Débora Bolsanello propõe um investimento na sensação do toque. Com o uso de objetos auxiliares (bolas), o aluno é levado a massagear-se, relaxar tensoes musculares excessivas, mobilizar fásciasarticulaçoese assim, reativar seu sistema proprioceptivo. Em uma aula de Educaçao Somatica, o professor nao é um modelo a ser copiado pelo aluno. Seus comandos verbais estimulam o aluno a explorar seu proprio universo corporeo.: Desta forma, investe-sena auto-pesquisa do movimento : no desenvolvimento do auto-cuidado e na autonomia dos alunos. Objetiva-se a sustentabilidade do gesto humano, ou seja, ensinar a pessoa a mover-se de maneira a diminuir seus sintomas de dor ou prevenir recaida em habitos kinestésicos que geram dor.

. O corpo em Estado de dança: André Olmos propõe, partindo deste corpo consciente e desperto em suas sensações e autonomia, elevar o corpo a um estado de dança e pesquisar as possibilidades da coluna enquanto ponto de contato e partida para a dança, o movimento em espiral e as suas reverberações. O laboratório acontece a partir de exercícios solo e em duos que guiarão os participantes ao experimento da dança enquanto uma ferramenta integrativa. Para tanto serãoinvestigados temas como peso e contra peso, encaixes do corpo e fluxos de energia

A Jam enquanto campo prático : a Jam é um espaço livre e aberto para a prática da improvisação em dança e do Contato Improvisação. Não é necessário um guia ou facilitador. A Jam acontece com os corpos que se fazem presentem e abertos para a dança. Portanto, enquanto espaço de troca e relações a Jam se torna importante ferramenta para a experimentação e integração dos conhecimentos adquiridos durante a Vivência COLUNA VERTEBRAL DOIS OLHARES.​

Olá Apreciadores da Dança!!!!



WORKSHOP & VIVÊNCIA - RUMBA CIGANA
Facilitadora Gina Vitola e Participação Especial do músico percussionista Fabiano Tuerlinckx
Data: 26 de fevereiro 2015 (quinta) 
Horário: 19:30 às 22:30
Local: Espaço de Danças & Terapias Holísticas Gina Vitola 
(Rua: Silva Só, 44 - Santa Cecília - Porto Alegre/RS.
INSCRIÇÕES & VALORES:
Fone/whatsApp: (051) 9108.0402

E-mail. ginavitoladanca@yahoo.com.br


 AULAS PARTICULARES DE TANGO

ENSINO PRÁTICO, RÁPIDO, EFICIENTE. MÉTODO ARGENTINO DE TANGO SALÃO.

INDIVIDUAL OU CASAL. CONSULTE PREÇOS, HORÁRIOS E PROMOÇÃO DE VERÃO.


Visite nosso Facebook - Oficina Comunitária de tango 8 Adelante



Daniel Osvaldo Carlos
Prof. argentino de tango         (51) 9911-1822                        tango.poa@gmail.com

13 de fevereiro de 2015

Caros amigos e colegas,

Chegou finalmente a hora de lançar-me em mais uma edição de um projeto que marcou a minha trajetória de bailarina: o projeto Procuram-se Coreógrafos, que em 2011 teve a sorte de encontrar a coreógrafa Luciana Hoppe para a criação do espetáculo Solo Em Água Fervente.

Procuro um coreógrafo que queira me acompanhar num processo de criação sobre o ser duas, de início imediato, no passinho lento e minimalista, porém muito a flor da pele, de uma grávida de 7 meses. Que seja uma coreografia para dançar postumamente este momento de gestação e nascimento de minha filha Consuelo. 

Não ofereço contratos nem cachês irrecusáveis, mas ofereço-me! para a criação e para a gestação de uma obra de arte cênica. A produção e a captação de recursos para que o trabalho possa evoluir dignamente serão feitos pelo Caracol de Danças e Cenas. Os encontros, a princípio semanais, acontecerão em Porto Alegre. 

Se tu tens interesse em ser meu coreógrafo, escreve um email para caracoldedancasecenas@gmail.com falando de tuas intenções e propostas de trabalho, até o dia 21 de fevereiro. Escreve também um pouco sobre tua trajetória em dança e em criação coreográfica. Se necessário for, vou escolher e divulgar a minha escolha até dia 23 de fevereiro. 

Aguardo cheia de alegria,
um abraço
Maria (e Consuelo)  

O bailarino gaúcho Alexandre Bado, residente em Paris há cinco anos, estará em Porto Alegre oferendo workshops de 
dança contemporânea, contato improvisação e dança aérea


Alexandre Bado reside e desenvolve seu trabalho artístico e pedagógico na França desde de 2010. Em Porto Alegre integrou a primeira equipe do Circo Teatro Girassol em 2000, e fundou seu grupo ao lado de Vera Carvalho em 2002, Gentependurada que no ano de 2006 continuaria suas atividades com muito sucesso no Rio de Janeiro, com destaque para o Cabaré Valentin, realizado durante 2 anos em edições bimestrais na Fundição Progresso. O evento tinha mais 30 artistas envolvidos em cada edição.
Alexandre trabalhou com importantes companhias e diretores em Porto Alegre e Rio de Janeiro: Dilmar Messias, Nestor Monasterio, Eva Schul, Intrépida Trupe, Ana Vitoria, João Saldanha, Grupo Tapias, entre outros. A partir de 2006 tornou-se responsável pelo grupo de criação da Faculdade Angel Vianna no Rio de Janeiro e tornou-se professor na Intrépida trupe. Produziu três trabalhos solos no Rio de Janeiro, com destaque para “Um pouco de Possível senão eu sufoco”, pelo qual ganhou prêmios de melhor intérprete e foi convidado para o Solos do SESC, um dos principais eventos de dança no Rio de janeiro em 2009. Neste mesmo ano Alexandre encontrou o coreógrafo francês Thomas Lebrum, durante um festival na França, o trabalho dos dois tinham vários pontos de encontro e, mesmo acabando de se conhecer, uma vontade de trabalhar juntos foi evidente.
Então os dois articularam projetos e a oportunidade se apresentou. Alexandre teve uma bolsa aprovada no “Centre National de la Danse” em Paris, para desenvolver seu projeto pedagógico pessoal e, paralelamente Thomas recebeu incrível proposição da SACD (sociedade dos autores e compositores na França) para criar um solo interpretado por Alexandre Bado para uma importante parte do Festival d’Avignon IN (o maior festival da Europa ) tratava-se do “Sujets à Vif”, mostra do festival destinadas à criações coreógrafos/diretores e interpretes em destaque.
Depois destes primeiros 10 meses de ensaios e turnês com o solo “Parfois le corps, n’a pas de coeur” que foi agraciado com criticas super positivas durante do festival e a conclusão de sua bolsa no “Centre National de la Danse” Alexandre tinha outras possibilidades de trabalhos com outras companhias francesas e pelo menos dois anos de turnê com o Solo de Thomas Lebrum então a possibilidade de se instalar a Paris se apresentou. Através da boa impressão causada no CND em 2011 Alexandre fez uma parceria com o CND e com o Rio Cello (importante festival internacional de musica do Rio de Janeiro) para uma criação para o festival que seria criada no CND em Paris e a musica seria escrita por outro talento gaúcho, Otavio Santos, antigo parceiro de Alexandre Bado. 
Entre as companhias que Alexandre trabalha depois de 5 anos na França, destaca-se a  Opera Comique de Paris que em uma co-criação com o Theatre de An der Wien em Viena” na Austria produziu a aclamada peça “Platée”, Dirigida por Robert Carsen (diretor canadense que realiza produções em diversos importantes teatros e Operas do mundo). E performances criadas para o Cabaret Alcazar, um dos mais clássicos e antigos Cabarets de Paris, localizado no Odéon. 
Atualmente esta em residência com a companhia Tango Ostinado no CND  e se prepara para uma formação para o diploma de professor do estado francês também no CND.


Algumas traduções de críticas à Alexandre Bado:


"(...) Aos poucos o bailarino vai se desnudando. Ele começa com um clichê que o europeu conhece do Brasil,desses pontos turísticos, da cidade maravilhosa, linda, o malandro esta lá, bebendo a caipirinha, e aos poucos essa figura vai se transformando através da realidade brasileira, através da coisa da prostituição, da violência, dessa sensação de morte, que é tão próxima... diz Alexandre. O solo foi inspirado pela historia pessoal de Alexandre Bado, que em 2007 levou um tiro durante um assalto no Rio de Janeiro, foi submetido a varias cirurgias, e nesta coreografia expressa a oposição entre os momentos de leveza e de gravidade desta cidade nem sempre maravilhosa.” (RFI, por Maria Emilia Alencar 10/07/2010)

"As 18h, um belo homem, não muito grande, musculoso, solido, completamente vestido de azul turquesa, uma camiseta a gente advinha coberta pelo seu terno que é ornamentado com desenhos representativos de tucanos e outros pássaros exóticos, em personagem que você descobrirá... é Alexandre Bado.(...) Alexandre Bado, que é brasileiro e trabalha no Rio de Janeiro é interessado nas artes do circo nas fronteiras da dança. É tanto um acrobata quanto um bailarino rompendo todos os estilos. Ele possui uma força, ele tem um olhar que conta tanto quanto o corpo, os movimentos. É belo, denso, poderoso.” (Le Figaro, por Armelle Héliot 14/07/2010)

"Outra bela surpresa na programação do Sujets à Vif, a descoberta de un "petit bijou". Uma criação de Thomas Lebrun, "Parfois le corps n'a pas de coeur". Durante uma meia hora de bucles musicais sobre Coração! ah coração! de Jardes Macalé, Alexandre Bado se oferece para nós em um streap-tease de um extremo pudor. Uma nudez tão sentimental quanto bestial. O afrodisíaco de um efeito bolero carregado pelo ritmo de um samba repetido até a perda da medida. A exposição de um corpo à suave influencia de um transe.(…) Uma edição do festival que brilha pela generosidade destes artistas numa proposição singular e totalmente agradável.” (Les Inrockuptibles, por Fabienne Anvers e Patrick Sourd 24/07/2010)


Sobre os workshops em Porto Alegre
Em fevereiro de 2015 Alexandre estará em Porto Alegre para uma serie de workshops de Dança e Dança Aérea em parceria com o Circo Hibrido e Eva Shul.
Os workshops se servem de diferentes técnicas contemporâneas experimentadas por Alexandre mas inspiram principalmente a capacidade de criação de trabalho em grupo.
A aula de dança aérea para os iniciantes vai trabalhar em questões de biomecânica para entender o peso e esforço da pratica aérea, a noção de apoios e trabalho em grupo. Já para Dança Aérea avançada vai experimentar uma interação de vocabulários em grupo, as experiência e ideias pessoais serão postas em jogos e vão interagir entre si, através de improvisações e jogos de criação. As duas aulas utilizam uma grande noção de contato improvisação.
O Atelier de Contato Improvisação/Dança Contemporânea no espaço dirigido por Eva Shul na Usina do Gasômetro, será um grande laboratório ativo de improvisações e criação instantânea, uma proposição de vocabulário/ideia coletivo e a noção de cada indivíduo para interagir e criar.
Serviço
Atelier de Dança Contemporânea e Contato Improvisação
Dias 23, 24 e 25 de fevereiro das 18:30 às 21:30
Na Sala 209 da Usina do Gasômetro
Inscrições: R$ 200,00

Workshops de Dança Aérea
Iniciantes: 27/02 das 16h às18h e 
        28/02 e 01/03 14h-16h
Inscrições: R$ 180,00

Avançados: 27/02 das 19h às 22h
                     28/02 e 01/03 das 17h às 20h
Inscrições: R$ 200,00

Local: CETE Rua Gonçalves Dias 628
Informações e contato: bado.arts@gmail.com

Resultado do Edital de Ocupação dos Teatros Municipais - 2015/1

Foi publicado hoje no Diário Oficial de Porto Alegre o resultado do edital de ocupação dos teatros municipais, conforme segue abaixo:


1ª Temporada: Teatro Renascença – Dias 06, 07 e 08 de março de 2015. Sexta, sábado e domingo. Espetáculo Retrógrado em 6D

2ª Temporada: Teatro Renascença – Dia 15 de abril de 2015. Quarta-feira. Espetáculo Jeroquis – Ação Dentro do Movimento

3ª Temporada: Sala Álvaro Moreyra – Dias 17, 18 e 19 de abril de 2015. Sexta, sábado e domingo. Espetáculo Discotheque

4ª Temporada: Teatro Renascença – Dia 29 de abril de 2015. Quarta-feira. Espetáculo Ritmos Calientes 2015

5ª Temporada: Teatro Renascença – Dias 01, 02 e 03 de maio de 2015. Sexta, sábado e domingo. Espetáculo Luminous

6ª Temporada: Teatro Renascença – Dias 05, 06 e 07 de junho de 2015. Sexta, sábado e domingo. Espetáculo Etnias

7ª Temporada: Sala Álvaro Moreyra – Dias 12, 13 e 14 de junho de 2015. Sexta, sábado e domingo. Espetáculo Um olhar através de...

8ª Temporada: Teatro Renascença – Dia 24 de junho de 2015. Quarta-feira. Espetáculo Projeto Ìgbà

9ª Temporada: Teatro Renascença – Dias 10, 11 e 12 de julho de 2015. Sexta, sábado às 20h e domingo às 18h. Espetáculo O Lago do Cisnes



12 de fevereiro de 2015

Abertas as Inscrições ao Açorianos de Dança 2015


Retrógrado em 6D foi o espetáculo vencedor do Açorianos de Dança 2014


De 19 de fevereiro a 19 de novembro estão abertas as inscrições para o Prêmio Açorianos de Dança 2015.  O Prêmio promovido pela Secretaria da Cultura de Porto Alegre tem como objetivo reconhecer e consagrar a produção de Porto Alegre em toda sua diversidade.  Para isso, abrange 24 categorias:

Espetáculo;
Direção;
Bailarino;
Bailarina;
Coreografia;
Cenografia;
Figurino;
Iluminação;
Trilha Sonora;
Produção;
Novas Mídias em Dança;
Projeto de Difusão e Formação em Dança;
Destaque em Balé Clássico;
Destaque em Jazz;
Destaque em Sapateado;
Destaque em Dança Folclórica/Étnica;
Destaque em Danças Urbanas;
Destaque em Dança de Salão;
Destaque em Dança do Ventre;
Destaque em Flamenco;
Destaque em Dança Contemporânea;
Personalidade do Ano;
Incentivo à Dança;
Destaque de Imprensa.


 As inscrições para espetáculos devem ser realizadas com antecedência mínima de 15 dias da estreia.  A cerimônia de entrega do Prêmio ocorrerá em dezembro. 

O edital completo com as fichas de inscrição pode ser solicitado ao Centro de Dança através do endereço eletrônico tomazzoni@smc.prefpoa.com.br, ou pelo fone 3289.8065 ou 3289.8063.
.

10 de fevereiro de 2015

Programação do início da semana

Atividade final do curso Desdobramentos do Corpo


Finalização do curso Desdobramentos do Corpo no Espaço de Residência Artística Vale Arvoredo.
Local: Espaço de Residência Artística Vale Arvoredo
Dia: 10/01/2015
Início 17h até as 24h

3 de fevereiro de 2015

Programação de Dança na Cidade - 03 a 06 de fevereiro


Cursos de Verão com Aldo Gonçalves

no Ballet Redenção


Curso de Samba no Pé com Pâmela Santos

Espetáculo de dança homenageia Astor Piazzola


Foto de Fátima Abreu
Montagem da Pablo Torres Companhia de Dança volta ao cartaz dias 03, 04 e 05 de fevereiro, no Teatro Sesc, dentro do Porto Verão Alegre

O espetáculo de dança “Torres-Piazzolla Entre Sueños e Realidad” volta a cartaz dias 3, 4 e 5 de fevereiro no Teatro SESC, em Porto Alegre, de terça a quinta-feira, às 21h, dentro da programação do Porto Verão Alegre. Dirigido por Pablo Torres, é um espetáculo de dança neoclássica que une o balé, a dança contemporânea e o tango, tendo como inspiração a música de Astor Piazzolla.
Retrata a historia de seres conectados por sonhos compartilhados, em que cada personagem não sabe se é verdade o que esta acontecendo ou se está partilhando o mesmo sonho. Um sonho pleno de paixão!  

SERVIÇO:
O quê: “Torres-Piazzolla Entre Sueños e Realidad”
Quando: Dias 3, 4 e 5 de fevereiro de 2015
Onde: Teatro SESC (Avenida Alberto Bins, 665, Centro), em Porto Alegre  
Quanto: R$ 25,00 (antecipado nos pontos de venda) e R$ 30,00 (no local)
Classificação Etária: 10 anos 
Duração do espetáculo: 50 minutos   
Informações: www.portoveraoalegre.com.br  
Contatos: Fones: 51 | 92772191 | 85404114 | 9593.6532 – Silvia Abreu



Laboratório de pesquisa do movimento
aplicando os princípios de Butoh na composição coreográfica
Em meados de 1996 em Nova York Ana assistiu uma performance que abalou os conceitos e experiências que ela tinha em relação a dança. Foi a dança de Kazuo Ohno no espetáculo solo “Mother” que trouxe a inquietação, curiosidade e a possibilidade de almejar a compreender e viver a dança como algo muito mais pessoal e duradouro.
No dia 13 de janeiro de 2015 Ana embarca para o Japão com vaga confirmada no curso de Yoshito Ohno – filho de Kazuo Ohno – para aprender com ele os caminhos suscitando a dança que englobava o mundo e uma única pessoa - absoluta e entregue, o Butoh.
Ana Medeiros retorna ao Brasil no dia 03 de fevereiro(hoje) para ministrar o laboratório de pesquisa do movimento aplicando os princípios de Butoh na composição coreográfica. A oficina é direcionada a bailarinos e interessados em dança, a partir de 18 anos.

SERVIÇO:
O QUE? 
Laboratório de pesquisa do movimento aplicando os princípios de Butoh na composição coreográfica

QUANDO? 
9,11 e 13 de fevereiro
Segunda, quarta e sexta

QUE HORAS? 
14h às 17h

ONDE? 
Casa Cultural Tony Petzhold (Av. Cristovão Colombo, 400. Bairro Floresta. Porto Alegre/RS)

INSCRIÇÕES: casaculturaltonypetzhold@gmail.com, fone (51) 3268-9669

INVESTIMENTO: R$ 200,00

Evento:

Fotos:
“Do momento em que acordo, tudo é preparação para o instante da dança, ou seja dançar não é algo a parte da vida, mas sim toda ela. As interações e maneiras de se relacionar com o mundo - tudo isto faz parte do trabalho realizado na performance. Não é um falsificar a vida para a dança, mas exercitar a dança como filosofia de vida em todos os instantes.” Kazuo Ohno

“O trabalho de Kazuo exemplificava para mim a dança que sabia existir mas que até então não havia encontrado. A poesia e a forte delicadeza quando ele se movia, habitava cada instante, espaço de seu corpo e história.” 
Ana Medeiros

Intensivo de Verão com Muna Zaki
Curso de Verão com Muna Zaki: dias 04, 11, 19 e 25 das 19h às 20h30. Aulão (para todos os níveis) de dança do ventre com o melhor da técnica Harem Dança do Ventre. Intensivo de 09 à 13 de fevereiro das 19h às 20h30: Aulão dançando os ritmos árabes. Valor: R$ 130,00 1 x por semana, intensivo: R$ 150,00, os dois cursos R$ 200,00. Participe!

Informações: (fone e whatsapp) 51- 8451-0851

--
Diretora e coreógrafa Grupo Escola Harem Dança do Ventre
Mestre em Artes Cênicas UFRGS
(51) -8451-0851


Gafieira Club - Cursos de Verão 

Cursos de Verão com Nadima Murad


Cursos de Verão na Escola Mahaila Adma
Dança do Ventre
Dança de Salão
Ritmos
A partir de R$ 50,00
Informações:
ESCOLA DE ARTE E DANÇA MAHAILA ADMA

Rua: Lopo Gonçalves, 241 - Cidade Baixa
Fones: 3286-2976 - 9966-8191
Email: escolamahailaadma@gmail.com


Inscrições para a Mostra Juntos Somos Um