Centro Municipal de Dança


Centro Municipal de Dança da Secretaria Municipal da Cultura (SMC) articula as ações de dança de Porto Alegre, por meio da preservação da memória, do fomento à produção, formação de público, difusão e acesso às informações, atividades artístico-pedagógicas e constituição das relações com a produção em dança estadual, nacional, e internacional. O objetivo é valorizar os profissionais, promover a produção e o desenvolvimento da arte da dança, tornando-se um espaço de referência para a área na capital .


Bem Vindo!!!

19 de julho de 2013

Dança em destaque no Festival de Inverno


A oitava edição do Festival de Inverno, promovido pela Secretaria Municipal da Cultura, terá pela primeira vez a dança como destaque na programação ao lado dos shows de música. Neste ano irão se apresentar no Teatro Renascença, Cadica Dança e Ritmos e Cia de Flamenco Del Puerto (vencedora de nove prêmios Açorianos de Dança 2012, como melhor espetáculo, coreografia, bailarino, bailarina e trilha sonora). Confira e prestigie! Ingressos antecipados já à venda no Centro Municipal de Cultura. Informações 32898063.

22/07 - 20 horas - Teatro Renascença
Cadica Danças e Ritmos
Espetáculo: De Mala e Cuia
Uma homenagem ao Brasil, mostrando toda a beleza do ritmo e da nossa cultura de norte a sul”, afirma Cadica Costa. No palco, forró, frevo, baião, danças gaúchas e o tão conhecido samba são dançados pelos 14 bailarinos da companhia. Ainda é possível ver coreografias de músicas clássicas como "Aquarela do Brasil", "Asa Branca", e "Tico Tico no Fubá".


28/07 - 20 horas - Teatro Renascença
Cia Del Puerto
Espetáculo: La Cuatro Esquinas

O percurso do caminho de mais de 10 anos de flamenco da Cia DEL PUERTO ecoa em forma de sonhos e realidades nas ruas da cidade imaginária que construímos durante esse período. Nossa arte se dilatou por essa ruas, em um ambiente repleto de sons, silêncios e expectativas.Percorrendo as esquinas dessa cidade, espaço, poesia, movimento e música se fundem nessa nova montagem, possibilitando ao público uma experiência singular: um passeio pelas madrugadas quando a cidade está adormecida, a sensação da tensão dos cruzamentos, o efeito do barulho e do movimento cotidiano...essa cidade que construímos, apesar de imaginária, é muito concreta e também acolhe anseios, "estados de alma", não só nossos, mas também de quem nos observa. Ela não possui uma cronologia exata, não tem espaço geográfico definido, ela é nosso ontem, nosso hoje e quem sabe nosso amanhã. Cruzaremos juntos essas esquinas, com o fio condutor imaginário em forma de música e dança, em forma de flamenco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário