Centro Municipal de Dança


Centro Municipal de Dança é um órgão da Secretaria Municipal da Cultura (SMC) da Prefeitura de Porto Alegre que articula as políticas públicas de dança na capital gaúcha. Atua na preservação da memória, no fomento à produção, na formação de público, difusão e acesso às informações da dança. Desenvolve atividades artístico-pedagógicas e promove relações com a produção em dança estadual, nacional, e internacional. O objetivo é valorizar os profissionais, promover a produção e o desenvolvimento da arte da dança, tornando-se um espaço de referência para a área na cidade de Porto Alegre.

7 de agosto de 2020

Arcanum - indicações Açorianos 2019


Hoje é dia de sabermos mais sobre as indicações de Melhor Bailarino e Coreografia recebidas pelo espetáculo ARCANUM, na edição de 2019 do Prêmio Açorianos de Dança.
foto Paulo de Araújo

Com direção artística de Robinson Gambarra e Bianca Benevenutto, ARCANUM interpreta 10 dos 22 Arcanos Maiores do Tarot, relacionando arquétipos do inconsciente coletivo com a arte flamenca. A proposta do espetáculo é fazer um paralelo entre o Flamenco e os Arcanos associando os caminhos de evolução e a jornada de aprendizagem do bailaor na vida e na arte.

Saiba um pouco mais sobre os indicados:


foto Paulo de Araújo


Robinson Gambarra - Melhor Bailarino


Robinson Gambarra é Bailaor, Coreógrafo e professor de Flamenco e castanholas. Foi precursor ao trazer a Arte Flamenca para o Sul. Fez da Arte sua vida, ao longo de quase 40 anos de carreira. Em 1992, funda o Grupo Andaluz de Arte Flamenca e, após um ano, a escola de Flamenco Tablado Andaluz, escola essa que também abriu o Restaurante Tablado Andaluz, do qual foi sócio até 2017. Desenvolveu trabalhos em núcleos de Flamenco no interior do estado, destaque ao Flamenco Terra de Santana – Uruguaiana/RS, onde atua desde 2011, como professor, coreógrafo e diretor artístico, ininterruptamente. Hoje atua como professor, coreógrafo e diretor da Casa Palo Santo - Escola de Dança, Café e Tablao Flamenco em Porto Alegre/RS.

Gustavo Rosa, Diego Zarcon, Giovani Capeletti e Leonardo Dias
foto Paulo de Araújo

Diego Zarcon, Giovani Capeletti, Gustavo Rosa
e Leonardo Dias - Melhor Trilha Sonora


O espetáculo Arcanum interpreta 10 dos 22 Arcanos Maiores do Tarô, relacionando-os com a arte flamenca. A trilha sonora do espetáculo conta com a criação e execução dos músicos Diego Zarcón (cante), Giovani Capeletti (guitarra flamenca), Gustavo Rosa (Cajón) e Leonardo Dias (Flauta) e busca expressar o significado de cada um desses arquétipos do inconsciente coletivo, através dos palos flamencos.

Diego Zarcon
Renomado cantaor flamenco, Diego trabalha dentro e fora do Brasil. Já cantou para artistas nacionais em diversas produções e cantou tb para artistas internacionais importantes como Antonio Canales, Eli “La Truco”, Carmen Ledesma, Nino de Los Reyes, Guadalupe Torres, Domingo Ortega, Inmaculada Ortega, Cristina Aguilera, Carmen “La Talegona” e Alfonso Losa. O cantaor foi destaque na abertura do espetáculo “Abolengo”, do bailaor Farruquito, realizado no Teatro Guaíra, em Curitiba, e teve a honra de cantar para Paco de Lucia e grupo durante sua última turnê em um tablado especial, realizada no sul do Brasil.

Giovani Capeletti
Começou a estudar flamenco em 2003. Fez aulas e workshops de guitarra flamenca com Yuri Cayres (SP) (2004, 2007 e 2008), Javier e Antonio Conde (Espanha) (2008) e Flávio Rodrigues (SP) (2009). A partir de 2006, passou a residir em Porto Alegre, consolidando-se como músico de companhias de baile da região, destacando-se Tablado Andaluz, Escola e Companhia de Flamenco Del Puerto, Grupo Silvia Canarim e Casa Palo Santo Escola de Flamenco. Participou e atuou como diretor musical de diversos espetáculos com artistas nacionais e internacionais, destacando-se Alfonso Losa, David Paniagua, Carmen La Talegona, Eli La Truco, Pepa Molina, Carmen Gonzales, María Juncal, Sara Nieto, Miguel Alonso, Andrea Del Puerto, Silvia Canarim, Juliana Prestes, Robinson Gambarra, Andrea Franco, Gisele Domit, Stefano Domit, Pedro Fernandez, Claudio Arias, Gaston Stazzone, Eugenio Romero, Álvaro González, Cláudia Montoya e Maxi Serral. Em 2009, viajou para a Espanha, onde passou um período de aperfeiçoamento em Madrid. Fez aulas de guitarra com Augustín Carbonell “El Bola” e Fernando De La Rua. Acompanhou aulas dos bailaores Miguel Cañas e Eli “La Truco” no Centro de Baile Flamenco e Danza Española Amor De Dios e da bailaora Carmen “La Talegona” na Fundación Conservatorio Flamenco Casa Patas. Em 2012, realizou um outro período de estudos na Espanha, desta vez fazendo os cursos de guitarra flamenca do Festival de Guitarra de Córdoba, com Miguel Ángel Cortés, José António Rodríguez e Manolo Sanlúcar, e o Curso de Guitarra Flamenca de Sanlúcar de Barrameda com Gera rdo Núñez e António Carrión. Com espetáculos realizados em Porto Alegre, ganhou os Prêmios Açorianos de Dança para Melhor Trilha Sonora, (2012), e de Destaque Flamenco (2015), ainda recebendo indicações para Melhor Trilha Sonora em 2008,2014 e 2016, todos com a Companhia de Flamenco Del Puerto.

Gustavo Rosa
Formado em música pelo Centro Universitário Metodista IPA, trabalhando com diversas bandas, de variados estilos musicais, como reggae, samba, mpb, sertanejo, música nativista gaúcha, dentre outros. Desde 2012 se dedicando exclusivamente ao flamenco, trabalhando como convidado com diversas escolas e companhias, acompanhando grandes artistas flamencos do Brasil e da Espanha, como: David Paniagua, Carmen Ledesma, Jose Suarez El Torombo, Encarna e Jose Anillo, Andres Hernandez Pituquete, La Truco, Inmaculada Ortega, Cristina Aguilera Medina , Laura Gonzalez, entre outros grandes nomes. Percussionista convidado do premiado espetáculo Las Cuatro Esquinas da Cia de flamenco Del Puerto, Percussionista do Grupo Perla Flamenca(Curitiba).

Leonardo Dias
Licenciado em Teatro pela UFRGS, é professor de Artes da rede pública de Viamão. Iniciou estudos em Sapateado em Porto Alegre no ano de 1994 com a prof. Isabel Willadino e vem trabalhando como professor, coreógrafo e performer nas últimas duas décadas, ajudando a impulsionar a modalidade no Rio Grande do Sul. Trabalhou na direção artística do Laboratório da Dança, escola em que desenvolveu pesquisa sobre a formação em Sapateado Americano através da improvisação. É também músico, e vem atuando como flautista junto aos principais grupos da cena flamenca portoalegrense nos últimos 6 anos. Vencedor do Prêmio Açorianos Destaque Sapateado Americano no ano de 2015, e membro do júri deste mesmo prêmio em 2018. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário