Centro Municipal de Dança


Centro Municipal de Dança da Secretaria Municipal da Cultura (SMC) articula as ações de dança de Porto Alegre, por meio da preservação da memória, do fomento à produção, formação de público, difusão e acesso às informações, atividades artístico-pedagógicas e constituição das relações com a produção em dança estadual, nacional, e internacional. O objetivo é valorizar os profissionais, promover a produção e o desenvolvimento da arte da dança, tornando-se um espaço de referência para a área na capital .


Bem Vindo!!!

18 de dezembro de 2015

Cia Municipal de Dança de Porto Alegre



Cia Municipal de Dança de Porto Alegre encerra o ano com quatro obras inéditas

"Adágio no vocabulário musical indica uma obra com movimento mais vagaroso. Mas Adágio também é sinônimo ditado, uma forma de sabedoria popular. Nossos adágios são assim constituídos: do devido tempo para se maturar e de saberes que são encontrados no cotidiano, nas diversas expressões culturais que nos constituem. É um pouco a tradução do trabalho da Cia Municipal de Dança de Porto Alegre, um sonho acalantado por 70 anos e que vem se permitindo dar o tempo para encontrar sua identidade sem perder as referências do contexto cultural da nossa cidade."

A temporada que encerra 2015 será apresentada dias 18, 19 e 20 de dezembro, às 20h, no Teatro Renascença (Av. Erico Verissimo, 307). O programa reúne quatro novas obras que buscam traduzir a versatilidade da Cia, formada por intérpretes com experiências em diversas linguagens de dança do balé ao contemporâneo, das danças urbanas às danças populares. Assim, um núcleo de artistas com diversos saberes coreográficos que estão se permitindo dar o tempo de escuta, de trabalho e de entendimento para produzir obras singulares e que permitam revelar as diversas "vozes" que o compõe, sua versatilidade. Em tempos de tanta velocidade, permitir estar junto, trocar, compartilhar experiências, conhecimentos. Assim foi organizado esses adágios, de quatro diferentes tempos, em quatro diferentes movimentos. As obras inéditas são assinadas por dois jovens criadores, uma experiente coreógrafa e uma criação coletiva desenvolvida por um núcleo de bailarinos da Cia. Figurinos de Antonio Rabadan. Cenografia de Élcio Rossini. Iluminação deGuto Greca. Produção Luka Ibarra.


1. Ilação foi criado por Driko Oliveira, também bailarino da Cia a partir de referências de Danças Urbanas Dias 18,19 e 20
2. Narciso é uma criação de Douglas Jung, que graduou-se em composição coreográfica na SEAD/ Áustria. Dias 19 e 20
3. Água Viva mergulha no universo da escritora Clarice Lispector e tem direção coreográfica de Eva Schul, que recentemente recebeu a Medalha do Mérito Cultural pelo Ministério da Cultura Dias 18 e 20
4 - Scanner é uma criação coletiva criada pelos bailarinos e bailarinas e o diretor Airton Tomazzoni. Dias 18 e 19

ENTRADA FRANCA - SENHAS DISTRIBUÍDAS A PARTIR DAS 19H.

Nenhum comentário:

Postar um comentário